21°
Máx
17°
Min

Prefeitura oferece 4% de reajuste e servidores votam indicativo de greve

(Foto: Divulgação/Sismmar) - Prefeitura oferece 4% de reajuste e servidores votam indicativo de greve
(Foto: Divulgação/Sismmar)

Os servidores municipais de Maringá vão discutir a possibilidade de greve na manhã deste sábado (19), em assembleia que será realizada às 8h40, na Câmara Municipal. Os trabalhadores haviam pedido aumento salarial de 17,5%, com 11,08% de reajuste da inflação e 6,42% de aumento real.

O prefeito Carlos Roberto Pupin (PP), enfim, recebeu os funcionários na tarde desta sexta-feira (18) e apresentou uma proposta de apenas 4%, segundo a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (Sismmar), Iraídes Bapstitoni.

“Os trabalhadores estão indignados, perplexos. Nós vamos para a assembleia já sabendo que a proposta não será aprovada. O prefeito justificou a crise, a possibilidade de haver diminuição do repasse federal e estadual, mas ele está supondo. Os trabalhadores não podem pagar sozinhos, ele que corte propaganda. Reposição da inflação é um direito de trabalhador”, declarou.

Segundo Iraídes, diante da proposta de 4% de reajuste, a possibilidade da aprovação do indicativo de greve é grande.

Prefeitura

Na proposta assinada pelo prefeito Carlos Roberto Pupin, o município oferece 4% alegando que está agindo preventivamente para manter o equilíbrio das contas públicas.