24°
Máx
17°
Min

Prefeitura promete multar quem oferecer o Uber em Curitiba

(Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas) - Prefeitura promete multar quem oferecer o Uber em Curitiba
(Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas)

A polêmica do aplicativo Uber em Curitiba parece estar longe de acabar. Nesta sexta-feira (18), o aplicativo começa a funcionar na capital paranaense a partir das 14h. No entanto, o prefeito Gustavo Fruet (PSD) se posicionou nesta manhã e criticou a forma como o Uber está sendo implantado em Curitiba. Além disso, ele afirmou que quem oferecer o serviço em Curitiba pode ser multado e ter o veículo retido.

De acordo com o prefeito, não houve um contato oficial com representantes da empresa para legalizar a atuação do Uber em Curitiba. “É até uma descortesia implantar um sistema que tem um impacto em qualquer lugar sem um diálogo com a cidade. Não começou bem.”

Segundo Fruet, como o Uber não foi regulamentado em Curitiba, a prefeitura vai fiscalizar e até punir os motoristas que estejam realizando o serviço na capital. “Nós temos que ter um gesto de respeito e carinho aos nossos taxistas”, ressaltou.

Para o prefeito, a entrada da Uber é problemática. “Em um cenário de desemprego, de perda de receita, esses profissionais (taxistas) que se arrebentam de trabalhar passam a ter uma concorrência desleal em um momento de crise.”

A afirmação de Fruet aconteceu durante a apresentação do primeiro ônibus híbrido articulado da América Latina, que começa a circular em Curitiba a partir da próxima semana. Fruet afirmou que não é contra a tecnologia, mas sim da forma como aconteceu a implantação do Uber por aqui. “Acaba sendo quase como uma provocação e não uma atitude simpática, correta.”

Os veículos que operarem em Curitiba pelo aplicativo Uber vão ser classificados no inciso VIII do artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro, que determina como infração transitar com o veículo “efetuando transporte remunerado de pessoas ou bens, quando não for licenciado para esse fim, salvo casos de força maior ou com permissão da autoridade competente.”

Por conta disso, o motorista vai responder por uma infração média, terá que pagar multa de R$85,13, quatro pontos na carteira e vai ter o veículo retido. Ou seja, por enquanto, quem tentar rodar com o Uber em Curitiba pode acabar se dando mal.