23°
Máx
12°
Min

Presidente da Sanepar vistoria obras de esgoto em PG

(Foto: Divulgação) - Presidente da Sanepar vistoria obras de esgoto em PG
(Foto: Divulgação)

O presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, visitou, na última semana as obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Gertrudes, no bairro Shangrilá, em Ponta Grossa. Com investimento de R$ 1,7 milhão, as obras iniciadas em setembro do ano passado devem ser concluídas ainda neste ano.

Em operação desde 2003, a estação trata o esgoto gerado em cerca de 7 mil imóveis localizados na bacia hidrográfica do Arroio Gertrudes. Depois de ampliada, a estação terá sua capacidade dobrada, passando de 30 para 60 litros por segundo. “Esta ampliação permitirá no futuro atender mais 7 mil famílias, que passarão a ter seu esgoto coletado e tratado adequadamente”, afirma Mounir.

O presidente reforça ainda que Ponta Grossa é uma das cidades com os melhores índices em saneamento do Brasil, ocupando a 10ª posição entre as cem maiores, de acordo com o ranking divulgado pelo Instituto Trata Brasil na semana passada. Outros municípios paranaenses também estão no ranking – Londrina (2º), Maringá (4º), Curitiba (11º), Cascavel (18º), Foz do Iguaçu (33º) e São José dos Pinhais (49º).

As obras

As obras em andamento incluem a ampliação da capacidade da ETE Gertrudes e a sua recuperação estrutural. Está sendo construído mais um reator anaeróbio de lodo fluidizado (Ralf), um filtro biológico aeróbio, um decantador, interligações hidráulicas, drenagem, 9 leitos de secagem, 2 quilômetros de emissários, 4 travessias e urbanização.

Também estão sendo reformados o desarenador e três estações elevatórias existentes. “Esta obra mostra claramente o compromisso do governo do Estado em investir em saneamento. Enquanto o país está com dificuldades, com investimentos ínfimos que não atendem à demanda para a universalização do saneamento, no Paraná temos um amplo programa em andamento. Agimos com iniciativa e com parceria, trazendo soluções para os municípios”, completa Chaowiche.

Colaboração Assessoria de Imprensa.