28°
Máx
17°
Min

Preso diz que a culpa de se envolver com o crime é da presidente Dilma

Preso diz que a culpa de se envolver com o crime é da presidente Dilma

Uma quadrilha especializada em roubo de cigarros foi alvo de uma operação da Polícia Civil nesta manhã (20). A ação ocorreu em três bairros de Curitiba, Novo Mundo, Portão e Cajuru e em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana.

De acordo com informações do delegado responsável pela Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), Rafael Viana foram expedidos pela Justiça quatro mandados de prisão, dois de condução coercitiva e sete de busca e apreensão.

Dois rapazes foram presos, eles foram identificados como Igor Andrey Alves de Andrade, de 19 anos, morador do Bairro Novo Mundo e Marcelo Pereira da Silva, de 25 anos, morador de Almirante Tamandaré.

Os outros dois suspeitos que não foram localizados pela polícia e seguem foragidos são Pablo Fernando Pereira Lopes, de 22 anos e Maicon Cesar Bueno, de 31 anos.

O esquema

De acordo com a polícia, o grupo agia sempre armado e com extrema violência. Os assaltos ocorriam sempre no início da manhã, quando os carregamentos saiam da distribuidora. O delegado revelou ainda, que alguns funcionários das empresas de cigarros estão sendo investigados por passarem informações privilegiadas ao grupo.

De acordo com o delegado, depois de render os motoristas dos caminhões de carga, os rapazes roubavam os cigarros e escondiam em casas e barracões e, na sequência revendiam os produtos para pequenos comércios de bairro.

Os presos, já tinham várias passagens pelo setor policial por outros crimes de roubos.

À imprensa, um dos presos disse que “a culpa de ele se envolver com a criminalidade, é da presidente Dilma Rousseff”. “A culpa é da Dilma, porque a gente quer trabalhar e não arruma emprego. Eu sou casado, tenho filhas gêmeas, precisamos comer”, afirmou.


Colaboração Paula Caroline Schreiber