27°
Máx
13°
Min

Presos fazem transmissão ao vivo no Facebook direto da delegacia de Rolândia

A entrada de celulares para presos em delegacia é fato comum. Mas, em Rolândia (18 km de Londrina), o uso de um smartphone chamou a atenção nesta quinta-feira (11), depois que presos fizeram uma transmissão ao vivo por meio do Facebook.

A gravação tem cerca de 12 minutos e mostra os presos preparando pesos de musculação com garrafas pet, reclamando do calor e fumando um cigarro que, segundo eles, seria de maconha. Durante o vídeo, eles mandam recados a pessoas que estão assistindo e comentando a publicação, prometendo estar em liberdade em breve.

O autor da gravação é um preso de 23 anos já condenado por tráfico de drogas que afirmou ao delegado ter conseguido acesso ao smartphone há dez dias. “Ele fala que a finalidade era conversar com familiares”, afirma Maurício Camargo, delegado de Jaguapitã que responde interinamente pela delegacia de Rolândia. O local sofre com a superlotação, abrigando 128 presos quando a capacidade é para apenas 56.


A principal hipótese é que o aparelho tenha sido arremessado do lado de fora da delegacia, entrando pelo solário. “O pátio fica praticamente na beira da rua, bastante movimentada. Há a fragilidade da proteção do solário. Rompe, a gente arruma, rompe de novo. A maior dificuldade é essa quantidade de presos que não deveriam estar aqui. Tinham que estar no sistema penitenciário e não nas cadeias”, apontou o delegado.

Logo após a descoberta do vídeo, foi feita uma varredura nas celas, resultado na apreensão de outros telefones celulares.