27°
Máx
13°
Min

Presos suspeitos de atirar em PM em tentativa de assalto em Arapongas

(foto: WhatsApp/Divulgação) - Presos suspeitos de atirar em PM em tentativa de assalto
(foto: WhatsApp/Divulgação)

A Policia Militar de Arapongas agiu rápido e conseguiu prender quatro pessoas suspeitas de participação na tentativa de assalto a um posto de combustíveis no distrito de Aricanduva, que terminou com o PM Ricardo Kubalaki baleado.

Logo após a ocorrência, a polícia recebeu a informação de que os autores teriam entrado em um Kadett de cor branca e fugido pela PR-444 sentido Arapongas.

 O carro foi localizado e começou uma perseguição até o entroncamento da PR-444 com a BR-369, quando o motorista do Kadett bateu contra um barranco.

Foram presos Natan Inácio de Lima, de 19 anos, Adriano Nascimento, de 39, Michael Lino Fernandes Santos, de 22 e Eduardo Henrique da Costa, de 27, que estava com ferimentos nas duas mãos.

 Dentro do carro, foi encontrado um revólver calibre 38 com dez munições intactas.

 Eduardo confessou aos policiais ter participado da tentativa de assalto e atirado contra o policial militar que abastecia o veículo no momento da abordagem. Ele disse que estava pilotando a moto usada no crime, abandonada depois no final da estrada da colônia Esperança.

Michael e Adriano teriam vindo de Kadett de Apucarana para dar apoio aos outros dois comparsas que estavam de moto. Eduardo foi encaminhado à Santa Casa para tratar os ferimentos nas mãos.

Em prosseguimento às investigações, os policiais foram até uma casa na rua Chorão, conjunto Palmares, onde estaria escondida outra arma de fogo usada na tentativa de assalto.

 O dono da casa, um homem de 34 anos, prontamente entregou aos policiais um revólver calibre 38 com seis munições, além de diversas munições de outros calibres e um carregador de pistola.

Marcos Pereira dos Santos negou que a arma e as munições fossem dele, e apontou como proprietário Mateus Aparecido Vieira, namorado de sua filha.

Ele foi preso e encaminhado à 22ª Subdivisão Policial, onde também seguem detidos os quatro participantes do assalto ao posto de combustíveis.