24°
Máx
17°
Min

Procon aplica multa milionária em sete mercados de Londrina

(foto: Marcelo Camargo/ABr) - Procon aplica multa milionária em sete mercados de Londrina
(foto: Marcelo Camargo/ABr)

O Núcleo de Proteção ao Consumidor (Procon) de Londrina publicou esta semana a decisão de multar sete estabelecimentos, entre mercados, hipermercados e atacados por irregularidades que ferem o Código de Defesa do Consumidor.

Somadas, as multas chegam a R$ 1,06 milhão. As empresas têm prazo de dez dias para apresentar justificativas e recorrer à Secretaria de Governo.

Segundo o coordenador do Procon em Londrina, Rodrigo Brum, as infrações foram verificadas em operações de fiscalização realizadas pelo órgão no ano passado e em denúncias esporádicas de consumidores.

A principal irregularidade está na falta de informações ou valores errados nos preços de produtos expostos no estabelecimento.

Houve registro do caso de uma garrafa de cerveja que possuía três preços diferentes: no cartaz, na gôndola e no caixa.

Também foram encontrados produtos de frigorífico com validade vencida, outros com etiquetas apagadas ou adulteradas pelo mercado, além de embalagens amassadas.  A falta de leitor de código de barras foi outra irregularidade notada.

O coordenador do Procon afirma que as fiscalizações do órgão são permanentes, mas o consumidor tem papel fundamental nesta tarefa. “A gente sempre tem que fiscalizar em razão do serviço que estes estabelecimentos prestam, vendendo produtos essenciais à população. Mas o consumidor precisa ter atenção redobrada ao preço, ofertas e principalmente produtos com validade vencida. Ele pode tanto pedir para que o gerente retire o produto quanto fazer denúncia ao Procon”, orienta Brum. “Caso o consumidor encontre preços diferentes, tem direito ao valor mais barato. O erro fica por conta da empresa”, completa.