22°
Máx
14°
Min

Professor universitário de Maringá é dono de fazenda onde gado está morrendo de fome em Altônia

A Polícia Militar Ambiental informou que o proprietário da fazenda de Altônia, onde dezenas de bois já morreram de fome, é um advogado e professor universitário de Maringá. Até a tarde desta sexta-feira( 26), ele ainda não havia sido ouvido, mas deve responder por maus-tratos e crime ambiental.

O veterinário da Agência Agropecuária do Paraná, Jesus Pereira, chegou a chorar ao contar que, em 35 anos de carreira, nunca tinha visto nada parecido. Na fazenda de 650 hectares, o proprietário tem cerca de mil cabeças de gado nelore.

Professor é dono de fazenda onde gado está morrendo de fome

Pelo menos 70 já morreram sem alimentação e outras dezenas de animais estão magros e fracos. Segundo a Polícia Militar Ambiental, as mortes vêm ocorrendo desde o mês de junho quando geadas comprometeram a pastagem.

Dos 650 hectares da propriedade rural, sete são de mata nativa, que foram danificados porque o gado invadiu à procura de comida. As imagens feitas pela polícia são chocantes e fortes. 

Colaboração Célia Martinez da Rede Massa