22°
Máx
17°
Min

Professora é presa acusada de tentar apagar Chama Olímpica em Maringá

(Foto: Índio Maringá/Rede Massa) - Professora é presa acusada de tentar apagar Chama Olímpica
(Foto: Índio Maringá/Rede Massa)

Uma professora de Mandaguaçu foi encaminhada à 9ª Subdivisão Policial de Maringá depois de tentar apagar a Chama Olímpica nesta quarta-feira (29). Ela declarou que não premeditou o ato e cometeu uma atitude impensada.

A Chama Olímpica passou em Maringá pelas mãos de 39 condutores. Vestida com uma camiseta da presidente Dilma Rousseff, a professora acompanhava o revezamento com um cartaz de protesto contra o presidente interino Michel Temer.

Ela declarou que viu a tocha e, impensadamente, jogou o cartaz sobre a chama. Detida por Guardas Municipais por dano ao patrimônio público, ela foi encaminhada à delegacia. 

ColaboraçãoÍndio Maringá da Rede Massa