22°
Máx
17°
Min

Professores interditam avenida Maringá em protesto por reajuste salarial

(foto: Sinpro/Divulgação) - Professores interditam avenida em protesto por reajuste salarial
(foto: Sinpro/Divulgação)

A avenida Maringá ficou interditada na manhã desta quinta-feira (14) durante um protesto de professores filiados ao do Sindicato dos Profissionais das Escolas Particulares de Londrina e Norte do Paraná (SINPRO).

O protesto é motivado pela negociação salarial travada com o sindicato patronal da categoria, que ofereceu 7,5% de reajuste, contra 12% reivindicado pelos professores.

Durante a manifestação em frente ao colégio Marista, o trânsito ficou congestionado desde o shopping Com-tour, na avenida Tiradentes. Pessoas que passavam pelo local receberam panfletos com as condições exigidas pela categoria.


Uma Kombi do Sindicato foi atravessada na avenida, e o diretor Jorge de Andrade deitou-se sobre a faixa de pedestres. O ato será repetido no final da tarde, novamente em frente ao colégio Marista.

Segundo o diretor Daniel Ueda, na sexta-feira (15) o protesto será em frente à Unifil e ao Colégio Londrinense, na avenida JK. A categoria aguarda uma contraproposta do Sinepe para definir, em uma nova assembleia, uma possível paralisação.