20°
Máx
14°
Min

Programa ajuda fumantes a abandonarem vício

(foto: USP Imagens/Divulgação) - Programa ajuda fumantes a abandonarem vício
(foto: USP Imagens/Divulgação)

Maio é o mês de combate ao tabagismo. Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tabaco é a maior causa isolada evitável de adoecimento e mortes precoce em todo o mundo. Abandonar o vício do cigarro não é uma tarefa fácil. Para auxiliar as pessoas que desejam se libertar deste problema, a Unimed Londrina criou, há 13 anos, o grupo Unimed Saúde – Livre do Tabaco. Durante todos estes anos, passaram pelo grupo cerca de 500 pessoas e por volta de 50% teve sucesso e conseguiu deixar de fumar.

O tabaco causa dependência química, psicológica, comportamental e ainda obriga o fumante a inalar cerca de 4.720 substâncias tóxicas e 43 substâncias cancerígenas. Por este motivo, o grupo Unimed Saúde – Livre do Tabaco é aberto aos clientes da Unimed Londrina interessados em parar de fumar. As atividades são realizadas semanalmente e os participantes contam com apoio de uma equipe multidisciplinar que inclui psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais e nutricionistas. O objetivo é oferecer ao cliente uma rede de informações que dão embasamento para que ele tenha condições de abandonar o vício.

Considerado uma doença epidêmica e responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis, o tabagismo ainda é causa de câncer, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias crônicas e outras cerca de 50 doenças que afetam os diferentes sistemas do organismo. 

A Organização Mundial de Saúde aponta que 85% das mortes por doença pulmonar (bronquite e enfisema), 30% de diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado), 25% por doença coronariana (angina e infarto) e 25% por doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral) têm como causa principal o tabagismo.

Mais informações sobre o grupo Unimed Saúde – Livre do Tabaco, pelo telefone 3375-6016.

(com assessoria de imprensa)