27°
Máx
13°
Min

Programa interno da Sanepar incentiva reciclagem em Londrina

(foto: Divulgação) - Programa interno da Sanepar incentiva reciclagem
(foto: Divulgação)

Com a participação dos trabalhadores, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) tem sido parceira na reciclagem de lixo comum e eletrônico em Londrina. Os materiais são entregues à ONG E-Lixo e à Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Londrina (Cooper Região).

A cada três meses, a Companhia promove a coleta do material eletroeletrônico em cinco unidades da empresa na cidade. Os produtos são entregues para a ONG E-Lixo, que tem licenciamento ambiental para a destinação correta do material. Desde o início de 2015, já foi encaminhada cerca de uma tonelada de material que os empregados trazem de casa para o descarte. Os equipamentos da empresa são encaminhados para descarte em Curitiba.

Já nos ambientes de trabalho da Sanepar, diariamente, é feita a separação seletiva dos resíduos. Todo o material – cerca de uma tonelada por mês – é enviado para a Cooper Região. Esta parceria teve início em 2010, mas a separação do lixo vem sendo feita desde 2004, quando o material era enviado para outra instituição.

Na sexta-feira (12), 22 empregados visitaram um dos galpões de reciclagem da Cooper Região, na Avenida Celso Garcia Cid. “O objetivo é aumentar o nível de conhecimento sobre essas atividades para fazer com que os trabalhadores fiquem ainda mais comprometidos com a separação dos resíduos”, afirma a educadora socioambiental da Sanepar, Andréa Fontes.

Todos ganham 

Com 200 cooperados e cinco barracões em Londrina, a Cooper Região recicla de 300 a 350 toneladas por mês, segundo a técnica ambiental da cooperativa, Priscila Martins Silva. Hoje, a remuneração média de cada um é de R$ 1,3 mil por mês. A E-Lixo emprega 13 funcionários com registro em carteira, que trabalham na desmontagem, recuperação e venda de equipamentos reciclados.

O gerente geral da Sanepar na região Nordeste, Sérgio Bahls, ressalta que, com o programa interno de qualidade, que prevê a destinação de resíduos, a Sanepar cumpre duas obrigações, a de desenvolver o saneamento de forma sustentável e a de agir com responsabilidade social. “Temos uma política socioambiental e buscamos melhorar o nosso comportamento individual e o da empresa, incentivando sempre a reciclagem, a redução e a reutilização”, disse.

(com assessoria de imprensa)