28°
Máx
17°
Min

Projeto da rodovia que liga BR-277 com porto de Antonina será discutido com comunidades locais

(Foto: Divulgação/SEIL) - Projeto da rodovia que liga BR-277 com porto de Antonina será discutido com comunidades locais
(Foto: Divulgação/SEIL)

As comunidades de Morretes e Antonina devem ser convocadas nos próximos 15 dias para uma reunião na qual será discutido o novo acesso rodoviário que vai ligar a BR-277 diretamente com o complexo portuário de Antonina.  

Na última sexta-feira (1), o Instituto Ambiental do Paraná publicou o edital de entrada do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) referente ao novo acesso.

Será construído um novo trecho da PR-340, que vai se iniciar nas proximidades do km 24 da BR-277 até o complexo Portuário. Ao todo são 10,30 quilômetros, o que inclui também a ponte sobre o Rio Nhundiaquara.

O objetivo do novo acesso é retirar os veículos pesados das regiões centrais das cidades históricas de Morretes e Antonina. Além disso, a rodovia vai contar com ciclovia em toda sua extensão.

Depois das reuniões com as comunidades locais, o IAP irá avaliar a emissão da Licença Prévia e o DER-PR estará apto a contratar o projeto de engenharia e demais estudos ambientais que sejam necessários para a construção do novo acesso.

O edital do Estudo de Impacto Ambiental da nova rodovia, publicado pelo IAP, pode ser consultado clicando AQUI. A estimativa do Governo do Paraná é investir cerca de R$ 170 milhões na obra, que ainda não tem previsão de início.