21°
Máx
17°
Min

Projeto de lei que visa incentivar parto normal começa a ser votado na Alep

(Foto: Divulgação/Alep) - Projeto de lei que visa incentivar parto normal começa a ser votado na Alep
(Foto: Divulgação/Alep)

Um projeto de lei que começa a ser votado nesta segunda-feira (14) no Plenário da Assembleia Legislativa visa incentivar o parto normal e humanizado no Paraná. A proposta foi apresentada pelo deputado Dr. Batista (PMN), que é médico e presidente da Comissão de Saúde Pública da Alep.

De acordo com o parlamentar, a ideia do projeto é orientar as gestantes e os familiares sobre as opções de parto existentes, informando sobre os riscos e benefícios de cada um. Segundo ele, a quantidade de cesarianas realizadas no Brasil está acima do índice recomendado pela Organização Mundial da Saúde. “Enquanto a OMS indica que o número não ultrapasse os 15% do total de partos realizados, de cada 100 bebês nascidos no país, 55 vêm ao mundo por meio da cesariana”

O projeto institui a Semana de Incentivo ao Parto Normal e Humanizado, que deverá ser promovida anualmente na primeira semana de outubro. Para isso, o parlamentar propõe que seja feita a distribuição de cartazes e fôlderes, bem como a promoção de palestras para o esclarecimento do público sobre o assunto.

Futsac

Também vai ser votado em primeiro turno o projeto de lei do deputado Ney Leprevost (PSD) que reconhece o “futsac” como modalidade esportiva criada no estado do Paraná. O “futsac” é uma mistura de futevôlei, com tênis e futebol. Essa modalidade de esporte foi criada pelo curitibano Marcos Juliano Ofenbock.

Mastectomizadas 

Já o projeto de lei do deputado Bernardo Ribas Carli (PSDB), que garante às pessoas que passaram por cirurgia de retirada da mama – a mastectomia – o direito de isenção fiscal na compra de veículos com direção hidráulica e/ou câmbio automático, retorna à pauta da Assembleia, para votação em segundo turno.