Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Quadrilha usou carro preparado para ação na BR-277; veja as imagens

Imagens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram a preparação de um veículo utilizado pela quadrilha na ação criminosa na qual houve a explosão de um carro-forte na BR-277, na noite desta segunda-feira (9), em Morretes.

A Ecosport tinha uma chapa de aço com um encaixe para arma de grosso calibre. A preparação do veículo para a ação também foi confirmada pela Polícia Militar. A Ecosport foi utilizada para bloquear a rodovia antes da abordagem da quadrilha.

Quadrilha usou carro preparado para ação na BR-277

O grupo atirou em direção ao carro-forte e os vigilantes revidaram. No entanto, os funcionários da empresa de vigilância se renderam, de acordo com a Polícia Militar. Em seguida, a quadrilha explodiu o carro-forte para levar os malotes e abandonou a Ecosport, que estava com placas trocadas.

A Ecosport, que foi utilizada pelos suspeitos na ação, será levada para a Delegacia de Polícia de São José dos Pinhais.

Atualização

A Polícia Civil emitiu nota sobre o caso, informando que os suspeitos trancaram a pista efetuando vários disparos de arma de fogo contra o carro-forte. Neste momento os vigilantes desceram do veículo e os suspeitos explodiram o carro, levando uma quantia em dinheiro. A empresa não soube mensurar o valor exato do prejuízo.

Os suspeitos acabaram fugindo com um veículo Hilux, deixando para trás uma caminhonete Ecoesport. Informações constataram após análise do chassi do veículo, que se tratava de um carro furtado. Ainda não há informações de quantas pessoas participaram do roubo. O que pode se dizer é que se trata de um grupo com mais de quatro pessoas.

Posteriormente a ação dos suspeitos, duas pessoas foram autuadas em flagrante pela Polícia Militar pelo crime de furto. A dupla havia sido flagrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) furtando parte do dinheiro espalhado. Ao constatar a situação, a PRF avisou a Polícia Militar que fez a prisão da dupla chegando em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Ambos foram ouvidos na delegacia do município onde pagaram fiança e foram liberados. Eles responderão pelo crime de furto.

Um inquérito policial será instaurado pela Delegacia de Morretes para apurar o caso. O Centro de Operações Policial Especial (COPE) dará todo apoio a delegacia local.

Colaboração Polícia Civil