23°
Máx
12°
Min

Receita Federal divulga balanço parcial da Operação Muralha

Receita Federal divulga balanço parcial da Operação Muralha

A Receita Federal divulgou nesta terça-feira (21) o balanço parcial da Operação Muralha, desencadeada na região Oeste do Paraná. Os trabalhos se concentram na BR-277, em São Miguel do Iguaçu.

Confira os detalhes do balanço:

No período de 02 de maio a 20 de junho, que corresponde a 50 dias de Operação Muralha, foram realizadas 66 prisões em flagrante e apreensões de 2,98 toneladas de drogas; 14 armas, 15 carregadores e 1.062 munições; 115,5 mil comprimidos e unidades de medicamentos e anabolizantes e aproximadamente R$ 5,2 milhões em mercadorias apreendidas.

Além disso, foram retidos 100 veículos, sendo 5 caminhões, 22 ônibus e 73 automóveis.

Desde 13 de junho a Operação Muralha e a Operação Ágata, comandada pelo Exército Brasileiro, estão com atividades sendo desenvolvidas simultaneamente e de forma integrada na praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu e com equipes volantes atuando na região.

Durante a semana foram apreendidos 12 veículos de passeio, sendo três destes com fundos falsos preparados para o transporte de mercadorias. O primeiro veículo, um Toyota/Corolla com placas de Quedas do Iguaçu/PR, foi abordado na praça de pedágio na última quarta-feira (15) por volta das 17h.

O fundo falso embaixo dos bancos estava carregado com R$ 15 mil em eletrônicos. O casal que estava no veículo disse que levaria as mercadorias até São Paulo/PR.

O segundo veículo, um Ford/Escort com placas de Foz do Iguaçu/PR, foi abordado no pedágio na quinta-feira (16) por volta das 7h e encaminhado até a Ponte Internacional da Amizade para ser escaneado.

O fundo falso preparado embaixo dos bancos traseiros continha R$ 16 mil em acessórios para celular.

Na sexta-feira (16), por volta das 9h, também na praça de pedágio, o terceiro veículo, um GM/Celta com placas de São Miguel do Iguaçu, foi flagrado com fundos falsos nas laterais das portas recheados com eletrônicos no valor total de R$ 33 mil.

Além de servidores da Receita Federal e militares do Exército, a Operação Muralha envolve também servidores da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Marinha, Polícia Militar do Paraná e Polícia Civil.

Esta ação visa prevenir e combater os crimes de contrabando e descaminho, tráfico de drogas, armas, munições, medicamentos e outros crimes praticados, em especial os produtos que ingressam ao Brasil vindos do Paraguai.

Colaboração: Assessoria de imprensa