22°
Máx
17°
Min

Revisão de pena pode liberar 400 vagas para presos no Paraná

(Foto: Divulgação / SESP) - Revisão de pena pode liberar 400 vagas para presos no Paraná
(Foto: Divulgação / SESP)

O Poder Judiciário do Paraná revisará os processos das mulheres presas nas unidades prisionais de Curitiba e região, o que pode resultar na abertura de cerca de 400 vagas no sistema penitenciário estadual. A revisão faz parte do projeto Cidadania nos Presídios, lançado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), primeiramente no estado do Espírito Santo, e agora no Paraná. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (22), durante a 427ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, em de Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado.

De acordo com o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, as vagas abertas serão ocupadas por presos homens. “Nossa intenção é retirar os detentos que hoje estão nas delegacias de Curitiba e Região Metropolitana”.

O secretário ainda comentou sobre as 14 obras de ampliação e construção de unidades, em parceria com o governo federal, que vão resultar na abertura de quase 7 mil novas vagas no sistema penitenciário. “As obras fazem parte de um convênio no valor de R$ 130 milhões, recursos que já estão assegurados e que vão nos permitir retirar os detentos das delegacias”.

Com informações da AEN