28°
Máx
17°
Min

Saúde e polícia vistoriam ferros-velhos no combate à dengue

(Foto: Divulgação) - Saúde e polícia vistoriam ferros-velhos no combate à dengue
(Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Polícia Civil, Guarda Municipal, e departamento de Fiscalização da Prefeitura, realizou na última semana vistoria dos 11 ferros-velhos de Castro, a 40 quilômetros de Ponta Grossa. A inspeção faz parte das ações de combate ao Aedes aegypti que vêm sendo realizadas no município.

O secretário de Saúde, Julio Cezar Sandrini, destaca que essa foi uma ação importante para o combate ao mosquito.  “O combate ao Aedes aegypti requer a mobilização de todos, por isso também a participação dos demais órgãos nessa ação foi fundamental. A ação permitiu chegar em locais que ficavam muitas vezes restringidos para a Vigilância em Saúde, mas que necessitam de vistoria e de adequação para a exterminação dos focos em nossa cidade”, completa.

A responsável pela Vigilância Sanitária, Natalie Cotrim Zahdi, conta que essa foi a primeira etapa dessa ação. “O trabalho em conjunto contribuiu e muito para o êxito da ação, pois além de eliminarmos os possíveis focos, alcançamos mais uma fatia de locais que são muito propícios para a proliferação do mosquito Aedes aegypti e que o nosso acesso muitas vezes é limitado. Nesta semana, retornaremos a esses estabelecimentos para verificar se as ações foram cumpridas e tomar as próximas medidas”, afirma Natalie.

A ação teve participação das forças policiais, pois desde o início de fevereiro o governo federal aprovou uma medida provisória que prevê aos profissionais de saúde pedir ajuda à polícia, quando for necessário, para entrar nos locais com suspeita de criadouros do mosquito.

Para o delegado da Polícia Civil de Castro, Emmanoel Aschidamini David a ação foi bem sucedida. “A união das forças policiais é muito importante porque além da operação de combate ao Aedes aegypti, pudemos fazer também a fiscalização de crimes ambientais, patrimoniais e de receptação. Sem dúvidas a ação foi um sucesso, conseguimos vistoriar todos os locais propostos e concluir com êxito essa primeira fase da operação de vistoria dos ferros-velhos”, salienta o Delegado.

Foram interditados dois locais que estavam com a documentação irregular, e notificados todos os locais que funcionavam a céu aberto, ambiente propício para a reprodução do mosquito. “O prazo para regularização é de sete dias, após esse período será aberto processo administrativo para que as providências devidas sejam executadas”, explica Natalie.

De acordo com a legislação, os ferros-velhos devem funcionar em área coberta, para evitar o acúmulo de água nas carcaças e pneus dos veículos e de proliferação de pragas urbanas.

Colaboração Assessoria de Imprensa.