22°
Máx
17°
Min

Secretária da Saúde de Foz reafirma parceria com Estado

Foto: Assessoria - Secretária da Saúde de Foz reafirma parceria com Estado
Foto: Assessoria

A nova secretária da Saúde de Foz do Iguaçu, Patrícia Foster Ruiz, em entrevista coletiva à imprensa na manhã dessa segunda-feira (5), se colocou à disposição para questionamentos e dúvidas no que diz respeito ao que se pode realizar nesses quatro meses restantes até o final de 2016.

Sobre a questão orçamentária e financeira, a secretária da pasta, deixou claro que, o déficit implica em buscar soluções, junto ao Estado, o qual tem se demonstrado parceiro desde que a Comissão Administrativa começou a gerir o hospital em novembro do ano passado.

“O maior desafio hoje, é enxergar o que é possível fazer na prestação de serviço de saúde à população sendo nossa maior preocupação”, avalia Patrícia.

Fundação Municipal de Saúde e a nova intervenção

A gestora da pasta esclarece que a intervenção da Fundação Municipal de Saúde, continua e que a Comissão Administrativa, permanece.

O Procurador do Município e membro da Comissão Vitor Hugo Nachtygal, esclareceu que “como não seria mais possível a prorrogação da intervenção, a prefeita em exercício Ivone Barofaldi, suspendeu àquela e decretou outra.

Segundo o procurador, esse novo decreto de nº24.814, de 2 de setembro de 2016, diferentemente da outra, trata claramente da situação jurídica da Fundação.

Repasse dos médicos

Em relação aos repasses dos médicos nas unidades de Pronto Atendimento, a nova secretária, disse que os pagamentos serão efetuados, de acordo com a comprovação de trabalho desses profissionais.

“Uma nova reunião com os médicos está programada para o próximo sábado. Já havia sido realizado o protocolo dos documentos e agora iremos analisar para efetivarmos os pagamentos”, explica.

Patrícia prossegue dizendo que existem muitos contratos vencendo, que estão para ser aditivados ou já cumpriram todo “check-list”, assim como também, muitas empresas médicas não credenciadas.

“Já determinamos alguns pontos, em que uma dessas é a busca e o levantamento desses credenciamentos, para podermos terminar a formalização, e os profissionais retornarem aos serviços, porém agora de forma regular”, salienta.

Laboratório Municipal

De acordo com a secretária, já na semana passada, o Laboratório Municipal, começou a realizar os atendimentos para a população, dentro dos distritos e deve normalizar seu atendimento nessa quinta-feira (8), dentro do complexo do Hospital.

Parceria com o Estado

O diretor da 9ª Regional de Saúde Ademir Ferreira presente na coletiva se posicionou quanto à parceria do Estado.

“Dos nove milhões de reais, devemos aportar já nessa semana, ou início da outra, a metade desse valor e o restante está sendo definido em Curitiba”, aponta Ferreira.

O diretor ressalta que essa parceria hoje está “aberta”, graças ao trabalho realizado primeiro de análise e depois de saneamento da Comissão Administrativa da Fundação Municipal de Saúde.

Quanto ao repasse da União, Ferreira é incisivo em dizer que só se obtém o recurso, o teto financeiro, quando é comprovada essa documentação claramente.

“Os serviços do hospital nesses dez anos de funcionamento, ainda não haviam sido credenciados pela União, somente agora com essa gestão é que está sendo demonstrada uma série histórica produzida”, pontua.

Colaboração: Assessoria de imprensa