27°
Máx
13°
Min

Secretaria de saúde pagava por ‘cirurgias fantasmas’, diz Gaeco

Foto: Aqui Agora.Net - Secretaria de saúde pagava por ‘cirurgias fantasmas’, diz Gaeco
Foto: Aqui Agora.Net

Na tarde desta terça-feira (8), os promotores do Ministério Público de Marechal Cândido Rondon, deram detalhes da operação desencadeada pelo Gaeco, na cidade, nas primeiras horas da manhã.

As secretarias da Fazenda e de Saúde foram os dois principais alvos da operação. O Gaeco investiga casos de ‘cirurgias fantasmas’, pagas com verbas públicas, mas que nunca tiveram pacientes verdadeiros.

Os trabalhos começaram há dois anos, após denúncias feitas ao Gaeco, apontando o pagamento de cirurgias, a uma clínica de fraturas de Cascavel, mas que nunca foram realizadas.

Segundo os promotores Ricardo Barison Garcia e Sidclei de Oliveira, pelo menos quatro pessoas são investigadas. Entre elas, o servidor Ademar Batschke, a secretária de saúde, Elveni Capitani Turmina, o médico Ronaldo Sotini e um outro funcionário público, que não teve o nome divulgado.

A operação de hoje foi justamente para tentar identificar se existem mais pessoas envolvidas com o esquema criminoso. Documentos foram apreendidos e devem ser analisados pela investigação.

Os promotores explicaram ainda que a secretaria de saúde emitia requisições para cirurgias e que um servidor atestava os procedimentos, liberando a transferência do valor para a clínica envolvida na fraude.

O prejuízo deixado aos cofres públicos passou dos R$ 27 mil. A justiça pediu o afastamento da secretária de saúde, para que as investigações possam ocorrer tranquilamente.

Ainda conforma o Gaeco, os envolvidos no esquema podem responder por peculato.

Colaboração: Aqui Agora.Net