24°
Máx
17°
Min

Secretário não estava em carro que sofreu tentativa de assalto, diz Sesp

(Foto: Divulgação) - Secretário não estava em carro que sofreu tentativa de assalto, diz Sesp
(Foto: Divulgação)

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) informou, na manhã desta terça-feira (12), que o secretário Wagner Mesquita não estava dentro do carro que sofreu tentativa de assalto na noite de segunda-feira (11), no bairro Bigorrilho, em Curitiba.

Segundo a secretaria, ele estava em viagem ao Rio de Janeiro para participar de um encontro com secretários de segurança de todo o país.

Uma soldado, que estava estacionando o veículo da Sesp próximo ao cruzamento das ruas Martim Afonso e Fernando Simas, sofreu uma tentativa de assalto. Ela reagiu e baleou um dos suspeitos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Outros dois suspeitos teriam participado da ação. Um adolescente de 17 anos foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente. Um jovem de 19 anos foi levado para o Cope.

Veja a nota da Secretaria de Estado da Segurança Pública na íntegra:

  • Um veículo oficial da segurança velada da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná sofreu uma tentativa de assalto no início da noite desta segunda-feira (11). Na hora da abordagem, feita por três suspeitos, uma soldado da Polícia Militar estava estacionando o carro. Ela reagiu à tentativa e um dos suspeitos acabou baleando, falecendo na sequência. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38. Os outros dois, um de 17 e outro de 19 anos, fugiram e foram capturados minutos depois por uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O caso está sendo conduzido pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), onde se encontra o assaltante de 19 anos. O menor de idade foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente. A Secretaria da Segurança Pública esclarece que este veículo oficial não é utilizado pelo secretário da Pasta, Wagner Mesquita, que no momento da tentativa de roubo nem estava em Curitiba. Durante esta semana, Mesquita participa de encontro do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública, no Rio de Janeiro. O caso está sendo tratado apenas como um crime de tentativa de assalto à mão armada, e não como atentado ou qualquer outra tentativa contra a Secretaria da Segurança Pública.

Colaboração Rede Massa