22°
Máx
14°
Min

Sem dinheiro para manutenção, Aquário deve fechar as portas

(Foto: Divulgação/Fotos Públicas) - Sem dinheiro para manutenção, Aquário deve fechar as portas
(Foto: Divulgação/Fotos Públicas)

Uma atração turística e de educação ambiental. Mais de 350 mil visitações em dois anos; mais de 20 mil alunos que receberam gratuitamente educação ambiental; fonte de aprendizagem e conhecimento para estudantes de biologia da vida marinha; geração de emprego e renda; gerador de aumento de 30% na ocupação de hotéis na cidade apenas no primeiro ano. Mas, infelizmente, essa grande estrutura deve deixar de existir muito em breve. “O Aquário Marinho de Paranaguá deve fechar as portas nos próximos dias. Nós já estamos com a água no pescoço, não temos mais como manter aberto sem apoio”, relata a diretora do Aquário, Maísa Veronese.

De acordo com ela, uma série de fatores levaram a situação a este ponto. “Estamos há quase cinco meses praticamente sem visitação”, diz. “A dengue, a crise econômica, o aumento na conta da luz, praticamente inviabilizaram a manutenção, e o aquário não gera lucro, no máximo se paga”.

Conforme Maísa, o custo de manutenção da unidade é de cerca de R$ 130 mil por mês. Apenas de energia elétrica são gastos em média R$ 40 mil. “Até a água salgada nós compramos de caminhão, ela vem da praia, já que a nossa localização não ajuda. Tem as máquinas que resfriam a água para manter os animais confortáveis. É uma estrutura grande e que gera custos”, afirma. “Por outro lado, não temos apoio nem do poder público e nem da iniciativa privada”.

A diretora contou que ainda busca um diálogo junto ao Governo do Estado para tentar manter o Aquário aberto, mas faz um alerta, precisa ser para ontem. “A situação é muito grave, se não conseguirmos um apoio, um subsidio que seja do governo em relação as contas de água e luz, por exemplo, vamos fechar”.

Ainda segundo Maísa, outro ponto que interferiu de forma negativa na manutenção da unidade, foi o entorno do Aquário, que não recebeu todo o investimento necessário e que era previsto. “Ficou tudo muito sujo, muito feio do lado externo, o projeto era de um parque. Agora o governo sinalizou que fará o entorno, mas nós não temos mais condição de esperar dois anos para que seja finalizado, para nós é muito tarde”.

Animais

Uma das preocupações é em relação aos animais. Maísa explicou que no caso do fechamento mesmo, eles devem ser destinados da forma que não os exponha ao sofrimento. “Os pinguins devem ser levados de volta ao Guarujá, para outra unidade do Aquário, os demais serão encaminhados aos seus habitats naturais”.

(Foto: Divulgação/Aquário Marinho)(Foto: Divulgação/Aquário Marinho) 

Entenda

O Aquário Marinho foi inaugurado em janeiro de 2014 e foi construído pela Empresa Cattalini, como compensação pelo acidente ambiental que envolveu o navio Vicuña. Conforme Maísa, a empresa fez a estrutura física e repassou ao governo do Estado/Instituto Ambiental do Paraná. Uma empresa terceirizada implantou toda a estrutura de tanques e dos animais.