22°
Máx
14°
Min

Servidora da Vigilância Sanitária de Sarandi é denunciada por falso testemunho pelo Ministério Público

Chefe da servidora foi flagrado recebendo propina (Foto: Google Street View) - Servidora da Vigilância Sanitária é denunciada por falso testemunho
Chefe da servidora foi flagrado recebendo propina (Foto: Google Street View)

Uma servidora da Prefeitura Municipal de Sarandi foi denunciada pelo Ministério Público por falso testemunho. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Maringá apurou que ela teria mentido no depoimento dado à Justiça, como testemunha de defesa no processo envolvendo seu superior hierárquico.

A mulher é lotada na Vigilância Sanitária de Sarandi e, em setembro de 2015, seu chefe foi detido quando ocupava o cargo de diretor do órgão. Ele foi flagrado ao receber propina de R$ 2 mil de um empresário para liberar uma licença sanitária.

Em abril deste ano, o homem foi condenado a oito anos e nove meses de cadeia em regime fechado. Agora, o Ministério Público apresentou a denúncia contra a servidora. Caso ela também seja condenada, pode receber pena de até seis anos de reclusão e ainda perder o emprego.

Colaboração MP-PR