28°
Máx
17°
Min

Servidores fazem última assembleia hoje, mas devem entrar em greve

(Foto: Divulgação/Sismmar) - Servidores fazem última assembleia hoje, mas devem entrar em greve
(Foto: Divulgação/Sismmar)

Os servidores municipais de Maringá fazem uma assembleia nesta segunda-feira (10) para avaliar a última proposta apresentada pela prefeitura, com a oferta de 5,54% de reajuste de imediato e o restante da inflação no próximo ano, caso a arrecadação chegue ao aguardado pelo Executivo.

A categoria já aprovou a greve e promete paralisar as atividades nesta terça-feira (29). A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar), Iraídes Baptistoni, acredita que a greve deve acontecer, pois a nova proposta da administração não contempla o reajuste total da inflação, de 11,08%.

“Os trabalhadores estão revoltadíssimos até porque nos faz refletir as questões dos outros municípios. Dá a impressão que a crise só acontece em Maringá porque todos os outros municípios fizeram a reposição da inflação”, declarou.

Na parte da manhã, o Sismmar assinou a ata para início da greve, com a programação da manutenção de 50% dos servidores na saúde e 30% em educação e segurança.

A Prefeitura de Maringá alega que não possui condições financeiras de fazer o reajuste da inflação. A assembleia dos servidores é nesta segunda-feira, às 18h30, na Câmara.