23°
Máx
12°
Min

Servidores voltam ao trabalho, mas mantêm estado de greve

(Foto: Divulgação/Sifar) - Servidores voltam ao trabalho, mas mantêm estado de greve
(Foto: Divulgação/Sifar)

Os servidores municipais de Araucária decidiram suspender a greve que durava oito dias nesta quarta-feira (6). A decisão foi tomada em uma assembleia da categoria, depois que a prefeitura do município da Região Metropolitana de Curitiba enviou ao Sindicato dos Funcionários e/ou Servidores Públicos de Araucária (Sifar), que representa os trabalhadores, uma carta marcando uma reunião para a discussão das pautas da categoria.

Com isso, os servidores e funcionários decidiram voltar ao trabalho nesta quinta-feira (7). No entanto, os trabalhadores mantêm o estado de greve e prometem pressionar o executivo municipal para que eles recebam uma proposta que atenda as reivindicações da categoria. Além disso, no próximo dia 18 de maio será realizada uma nova paralisação.

A proposta apresentada pela Prefeitura, segundo o Sifar, foi realizar uma mesa de negociação de todas as pautas prioritárias no mesmo dia 18 de maio. A administração ainda garantiu que não serão marcadas faltas pelos dias parados e não haverá desconto salarial para os grevistas, desde que haja reposição. Além disso, o Sindicato afirmou que foi garantida que as pautas específicas dos servidores para cada área serão negociadas com as secretarias responsáveis.

A greve durou oito dias. Durante a paralisação, os trabalhadores chegaram a bloquear a BR-476 (Rodovia do Xisto) por duas horas na última segunda-feira (4). Os trabalhadores afirmam que se a proposta da Prefeitura não atender às reivindicações da categoria durante a reunião do dia 18 de maio, a greve deve voltar.

Pautas  prioritárias

As reivindicações prioritárias dos servidores são cinco no total: reajuste salarial de 11,93%, aumento no vale-alimentação de R$500, pagamento das progressões atrasadas, contratação de mais servidores via concurso público e que o repasse para o Fundo de Previdência seja feito de forma correta pela Prefeitura.