24°
Máx
17°
Min

Simulação de acidente orienta crianças sobre trabalho do Samu

Simulação de acidente orienta crianças sobre trabalho do Samu

Nesta quarta-feira (30), os alunos da Escola Municipal Djalma de Almeida César puderam aprender mais sobre o atendimento prestado no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A equipe de profissionais promoveu uma simulação de atropelamento onde duas crianças foram vítimas. Cerca de 70 alunos entre 8 e 10 anos participaram da atividade.

Os alunos fizeram todo o trâmite de acionamento da equipe, ligaram para a central do Samu, conversaram com o médico, passaram o endereço e aguardaram a chegada da ambulância até o local. “Escolhemos a simulação neste tema, pois em 2016 tivemos 18 vítimas de atropelamento, entre elas 10 eram crianças. Eles aprenderam todos os passos e poderão levar as informações para a vida e quando se depararem com um caso semelhante, saberão o que fazer”, comenta a idealizadora do projeto, Rozangela Silva.

Em pouco mais de um ano de atividade, o projeto ‘Samu Escola, Educar para mudar’ realizou treinamentos para 4200 crianças nas Escolas Municipais. O conteúdo trabalhado é claro e dinâmico. Com dicas sobre o que fazer em situações de quedas, queimaduras, atropelamento, envenenamento, intoxicação por medicamentos, sempre focando a prevenção.

O projeto se desenvolve em parceria entre as Secretarias de Saúde (SMS) e Educação (SME), e já rendeu formação de 82 professores de Educação Física, 60 pedagogas, 300 alunos de cursos técnicos. “O projeto é completo e abrange não apenas as crianças, mas sim todos os profissionais. Tudo que é aprendido é repassado e as informações vão se multiplicando. Essa parceria entre Saúde e Educação é essencial para disseminar as boas informações”, comenta a coordenadora do departamento Saúde na Escola, Jucilene Thomaz.

Colaboração Assessoria de Imprensa.