28°
Máx
17°
Min

Sindicato paralisa quatro agências em protesto contra demissões em Londrina

(foto: Vida Bancária/Divulgação) - Sindicato paralisa quatro agências em protesto contra demissões
(foto: Vida Bancária/Divulgação)

O Sindicato de Londrina realizou nesta quinta-feira (18) a Operação “Demitiu, Parou” em quatro agências contra o extermínio de empregos da categoria bancária.

Os protestos ocorreram nas agências do Santander na Avenida Tiradentes e em Cambé, e no Itaú nos Cinco Conjuntos e no Jardim Santo Amaro.

Para Regiane Portieri, presidente do Sindicato de Londrina, os excelentes resultados obtidos pelos bancos nos últimos tempos não justificam a política de enxugamento de quadros, o que só agrava ainda mais as condições de trabalho e as cobranças pelo cumprimento de metas.

“Os bancos nunca ganharam tanto como agora e estão lucrando muito com a crise financeira internacional. Não admitimos demissões injustificadas, muito menos neste momento em que estamos em meio às negociações da Campanha Salarial”, ressalta Regiane.

Campanha nacional

Foi realizada na quinta-feira (18) em São Paulo a primeira rodada de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban.

A categoria pede a reposição da inflação mais ganho real de 5%, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90. Para vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá, o valor é de R$880,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional). Outras reivindicações abordadas foram vale-cultura, vale-refeição durante o auxílio maternidade e parcelamento das férias.

(com assessoria de imprensa)