24°
Máx
17°
Min

Sindipetro desmente versões sobre as labaredas de fogo na Repar

(Foto: João Frigério/Plantão190) - Sindipetro desmente versões sobre as labaredas de fogo na Repar
(Foto: João Frigério/Plantão190)

O Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro PR/SC) enviou uma nota sobre as labaradas de fogo vistas na noite desta terça-feira (13) na Refinaria da Petrobrás, em Araucária, e desmentiu os boatos sobre “incêndio gigante” e “procedimento padrão”.

Segundo a nota, a diretoria da Repar informou que o fato aconteceu devido aos fortes ventos que causaram uma instabilidade operacional. “As rajadas destelharam a casa das grandes máquinas da U2200 (Unidade de Craqueamento Catalítico). Alguns fragmentos de telhas atingiram o intertravamento do compressor de gases C2201. A situação levou ao desvio de cerca de 5 mil m³ de gasolina e gás liquefeito de petróleo (GLP) que foram incinerados nas tochas, gerando as enormes labaredas”.

Segundo o Sindipetro em 2012 houve outro destelhamento na U2200 após vendaval e não foram tomadas ações que evitassem a reincidência.