22°
Máx
17°
Min

Sob pressão, vereadores de Bela Vista derrubam aumento de salário

A Câmara de Vereadores de Bela Vista do Paraíso (40 km de Londrina) ficou superlotada na noite de terça-feira (11) para a terceira votação do projeto de resolução que aumentaria o salário dos parlamentares de R$ 3.250 para R$ 4.055, aplicando reajuste da inflação.

A pressão popular foi grande. Senhas tiveram que ser distribuídas para acomodar as cerca de 130 pessoas nas galerias. Um dos presentes carregava um pão com mortadelas, com a intenção de mostrar que o povo não tem regalias. “Mil reais por sessão é uma vergonha”, bradou.

(foto: Marcelo Villa/Rede Massa)(foto: Marcelo Villa/Rede Massa) 

Diante do cenário, os vereadores acabaram reprovando o projeto por unanimidade. Julio Cesar Moliani (PSD), que nas duas votações anteriores havia se posicionado favoravelmente ao aumento, justificou a mudança de posição. “Resolvi não ser mais candidato. Seria muita hipocrisia minha sair do cargo e deixar um salário baixo para quem pudesse ser candidato”, disse.

O presidente do Legislativo, Marcelo Eduardo Henrique (PDT), só votaria em caso de empate, no entanto defendeu o reajuste salarial. “Eu sou favorável ao aumento, tem vereador que trabalha e merece seu subsídio. Para não entrar em acordos subterrâneos, tem que ser subsidiado para que exerça seu papel de vereador e não aquele clientelismo que a gente está acostumado, o 'toma lá, da cá', em que alguns vereadores, que atrapalha a administração pública a meu ver".

Outro projeto que ainda tramita no Legislativo prevê que os salários dos vereadores de Bela Vista seja reduzido para R$ 970, mesmos índices aplicados aos servidores públicos municipais. Ainda não há previsão para que o projeto seja analisado.

(colaborou Marcelo Villa/Rede Massa)