28°
Máx
17°
Min

Suspeito de estuprar ao menos dez mulheres é preso em flagrante

O homem apontado como o estuprador que agia na região norte de Curitiba foi preso em flagrante enquanto tentava violentar uma jovem de 21 anos, na noite desta terça-feira (28), no bairro Tingui, em Curitiba. Rafael Rodrigues da Paz, de 26 anos, é suspeito de cometer pelo menos dez estupros na capital.

Uma equipe da Polícia Civil realizava diligências na região quando abordou o homem que carregava a vítima na garupa da motocicleta - com as placas cobertas com uma touca - nos fundos de uma agência bancária. “Ele é suspeito de agir da mesma maneira. Abordava as vítimas utilizando um simulacro de pistola, pedia os seus documentos, por vezes roubava seus pertences, e as obrigava a subir na moto”, explicou o delegado-titular do 5º DP, Hormínio de Paula Lima Neto.

Em depoimento, a jovem afirmou que ficou desesperada. “Ele ameaçou atirar em mim e me mandou subir na moto. No caminho a gente cruzou com a polícia, eu estava apavorada e mesmo assim pedi socorro. Como eu estava sem capacete também, a polícia percebeu, e começou a perseguição”, disse ela.

A equipe apreendeu com o suspeito uma pistola falsa, que ele tentou abandonar no momento em que percebeu que seria abordado, e o celular da jovem. Outras vítimas já haviam registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher contra o suspeito. Ele foi indiciado por tentativa de estupro e roubo, e está detido à disposição da Justiça.

Execução planejada  

Além da prisão de Rafael, outras cinco pessoas foram abordadas pela polícia na noite de ontem. Três homens foram presos e informaram ao delegado que planejavam matar o suspeito do estupro. Todos moram na mesma vila, em Almirante Tamandaré, e o suspeito também teria estuprado uma moça na região.

Os homens abordados estavam em um carro parado. Durante a revista, a polícia encontrou duas armas. Dois deles tinham mandado de prisão em aberto. Três foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e por receptação. Um deles não pode ser detido, apesar de possuir mandado de prisão contra ele por roubo, devido à lei eleitoral. Além disso, o delegado informou que os homens são pessoas perigosas. “Eles têm aproximadamente 50 mortes nas costas lá em Almirante Tamandaré, são os xerifes da vila”, comentou Neto.

Colaboração Daniela Borsuk/ Louise Fiala