28°
Máx
17°
Min

Suspeito de matar moradora de rua segue foragido

(Foto: Divulgação / Polícia Civil) - Suspeito de matar moradora de rua segue foragido
(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Um comerciante de Curitiba segue sendo procurado pela Polícia Civil por ser o principal suspeito do assassinato de uma moradora de rua, na madrugada do dia 28 de março, na Praça Osório, no Centro da cidade. Imad Handar, 54 anos, é considerado foragido. Imagens dele na cena do crime foram divulgadas nesta sexta-feira (1º) pela polícia.

Segundo informações da Polícia Civil, o comerciante foi identificado em imagens de sistemas de monitoramento na região da praça como autor do crime, que deixou ainda um homem ferido. A mulher morta e o homem baleado dormiam na praça quando foram alvos de disparos.

(Foto: João Carlos Frigério)

Primeiramente, Handar teria conversado com os dois moradores de rua e prometido retornar ao lado. Segundo o delegado Renato Coelho, foi o que o comerciante fez, mas armado. “Foi um crime de intolerância, pois não houve nenhuma discussão com as vítimas”, afirmou.

A Polícia Civil cumpriu, nesta sexta-feira (1º), mandados de busca e apreensão na residência de Handar, também na praça Osório. Ele não foi localizado em casa. Policiais encontrados apenas dois aparelhos de choque e um simulacro de arma de fogo. Equipes também foram no Bar Triângulo, no calçadão da rua XV de Novembro, onde ele trabalha.  

(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Segundo a Polícia Civil, o suspeito possui diversos registros policiais por lesão corporal. “Verificamos que ele é uma pessoa intolerante, agressiva e que se incomodava com a presença dos moradores de rua perto do comércio onde trabalhava. Então, não há outra motivação a não ser um crime de intolerância”, salientou Coelho.

O homem vai responder por homicídio e tentativa de homicídio, já que o companheiro da mulher também ferido no braço. Se condenado, o suspeito poderá pegar até 30 anos de prisão.

Confira a reportagem da Rede Massa sobre o caso:


Colaboração Polícia Civil