23°
Máx
12°
Min

TAM, Gol e Azul cortam voos diretos entre Londrina e Curitiba

(Foto: Marco Feltrin/Rede Massa) - TAM, Gol e Azul cortam voos diretos entre Londrina e Curitiba
(Foto: Marco Feltrin/Rede Massa)

O movimento de passageiros no aeroporto Governador José Richa, em Londrina, caiu 16% em janeiro, e a retração será ainda maior nos próximos meses. TAM, Gol e Azul, as três maiores companhias aéreas em operação no País, reduziram a oferta de voos com destino e partida da segunda maior cidade do estado.

A justificativa é semelhante: “ajuste na malha” em decorrência da crise econômica enfrentada pelo Brasil.

A TAM anunciou que, a partir de 27 de março, deixa de oferecer voos diretos entre Curitiba e Londrina. Quem voar pela companhia e quiser percorrer o trecho de ida e volta da capital precisará fazer escalas em Congonhas e Guarulhos, São Paulo.  A viagem, que demorava cerca de 40 minutos, agora vai levar de três horas e 45 minutos até oito horas e 25 minutos, de acordo com a escala. 

“O grupo LATAM anteviu a retração da demanda no Brasil e iniciou seu movimento de ajuste da malha aérea. A medida foi tomada diante do cenário econômico desafiador de curto prazo no país, provocado pelo aumento da inflação e pela alta do dólar em relação ao real, resultando em uma forte desaceleração do setor aéreo”, afirma a companhia em nota. Voos diretos de Curitiba a Foz do Iguaçu também foram suspensos pela companhia.

Gol

A Gol reduziu a oferta de voos diretos entre Londrina e Curitiba. Um voo que aterrissava em Londrina às 13h20 e retornava à capital às 15h30 já não existe mais. A única alternativa direta da companhia é o voo diário com saída às 6h de Londrina e retorno às 23h05 de Curitiba. Ainda assim, a primeira opção não opera aos domingos e a rota inversa não é feita aos sábados.

“Devido à realidade econômica do país, a Gol reduzirá o número de decolagens domésticas em até 6% no primeiro semestre de 2016. Esta racionalidade de capacidade e otimização da malha visam ajustar a rede à atual demanda”, justifica a Gol em nota.

Azul

Desde 1º de março, a Azul Linhas Aéreas reduziu de quatro para três a frequência de voos diários entre Londrina e Curitiba. A companhia também deixou de operar, ainda em fevereiro, a ligação semanal entre Londrina e Presidente Prudente aos sábados, que oferecia conexão para Recife (PE).

“O motivo é um ajuste de malha que está sendo realizado pela companhia. Os Clientes que adquiriram bilhetes para voar após estas dadas tiveram reembolso integral ou foram reacomodados em outros voos da companhia. A empresa lamenta os transtornos ocorridos aos seus Clientes e informa que as demais operações em Londrina permanecem sem alterações”, diz a Azul em nota.

Os três voos diários de Londrina a Curitiba decolam às 07h05, 14h45 e 19h45. Já as saídas diárias da capital são feitas às 09h02, 13h12 e 21h23.

O presidente do Londrina Convention Bureau, Arnaldo Falanca, lamentou a redução na oferta de voos no aeroporto da cidade. “Para o setor de eventos, isto é terrível. Um dos pontos fortes que temos para captar eventos é mostrar que o aeroporto fica a 3,5 quilômetros do centro da cidade. Mas de nada adianta ser perto se não temos opção de voos. É mais um obstáculo. Já não temos centro de convenções, o aeroporto fecha com frequência, e agora perdemos os voos. Londrina precisa se unir e cobrar forte”, afirmou em entrevista ao Massa News.

A reportagem tentou contato com o superintendente da Infraero em Londrina, Marcus Vinicius Rezende Pio, mas a assessoria da imprensa da Infraero não o autorizou a conceder entrevista.