Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

TCE condena dirigentes do Centro de Convenções de Curitiba

(Foto: Divulgação) - TCE condena dirigentes do Centro de Convenções de Curitiba
(Foto: Divulgação)

Uma decisão do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou a devolução de R$ 444.100,00 ao Centro de Convenções de Curitiba, empresa de economia mista ligada à Secretaria de Estado do Esporte e Turismo. A determinação foi definida por conta de irregularidades na administração do espaço.

De acordo com o TCE-PR, os responsáveis pelo centro concederam descontos ilegais na locação de espaços para eventos e desviaram de recursos públicos. No valor que deve ser devolvido, R$ 295.300,00 são referentes a descontos ilegais. Em uma das irregularidades, por exemplo, o valor devido pela locação do espaço seria de R$ 70.200,00, mas o valor cobrado, no entanto, foi de R$ 5 mil, o que significa abatimento de 93%.

Os outros R$ 148.800,00 referem-se a recursos cobrados de clientes e que não foram encontrados na conta do Centro de Convenções. Os servidores do TCE-PR apontam que R$ 50.500,00 foram depositados nas contas correntes pessoais da ex-presidente da entidade, Margareth Sobrinho Pizzatto, seus parentes e funcionários.

Os valores a serem devolvidos serão atualizados desde 2001, quando os primeiros contratos irregulares foram assinados entre a entidade e organizações ligadas a eventos como formaturas, simpósios e festivais. Ao todo, foram apurados 67 contratos irregulares, cuja execução se estendeu de 2001 a 2003.

Colaboração Tribunal de Contas do Estado do Paraná