27°
Máx
13°
Min

Tirados do crime, carros de luxo incrementam estrutura da Polícia Civil em Loanda e Santa Isabel do Ivaí

Tirados do crime, carros de luxo incrementam estrutura da Polícia

No noroeste do Paraná, a Polícia Civil recebeu dois carros de luxo – uma Mitsubishi Outlander e uma BMW 328i. Mas nada de gastos. Os carros foram apreendidos durante investigações, retirados de criminosos, e seriam leiloados ‘a preço de banana’. Assim, os delegados de Loanda, Alysson Tinoco, e de Santa Isabel do Ivaí, Dimitri Tostes Monteiro, decidiram requerer os veículos na Justiça para o trabalho policial.

A Outlander era usada pelo chefe de uma quadrilha de assaltos a bancos, que inclusive efetuou um dos roubos em Querência do Norte. Avaliada em R$ 62 mil, como teve o número do chassi riscado pelos criminosos, seria vendida por entre R$ 18 mil e R$ 30 mil no leilão.

Já a BMW era usada por um traficante de drogas de Santa Isabel do Ivaí. Como era de 2008, já valia cerca de R$ 40 mil e iria a leilão pela metade do preço. O delegado Alysson Tinoco destaca que os veículos vão auxiliar na estrutura das delegacias, aumentando a frota usada para atendimento às vítimas e transporte de policiais.

Outro ponto importante é a economia para os cofres públicos, já que o Estado não gastou para adquirir os veículos. “Quando a gente tira um carro do crime, está economizando que uma viatura seja comprada para cá”, apontou. “Tem uma mensagem também. A BMW, por exemplo, que antes o bandido ostentava, agora está com a polícia, em prol da comunidade”, acrescenta o delegado de Loanda.

A BMW está sendo usada pela Polícia Civil de Santa Isabel do Ivaí e a Outlander pela de Loanda.