27°
Máx
13°
Min

TJ concede liberdade a policiais acusados de homicídio em Londrina

(foto: PM/Divulgação) - TJ concede liberdade a policiais acusados de homicídio
(foto: PM/Divulgação)

Os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná, concederam, na tarde desta quinta-feira (4) habeas corpus a quatro policiais militares acusados de participação na série de mortes registradas em Londrina entre os dias 29 e 30 de janeiro, que terminou com 12 pessoas mortas.

Segundo o advogado que representa os PMs, Claudio Dalledone Júnior, o entendimento dos desembargadores foi de que a decisão que resultou na prisão dos policiais não teria fundamentos suficientes para a manutenção do regime fechado. A partir de agora, eles seguem respondendo em liberdade.

O pedido de prisão estava relacionado à morte de Pedro de Melo Domingos, de 28 anos, assassinado em uma troca de tiros registrada na tarde de 12 de março em uma estrada rural no distrito da Warta, zona norte de Londrina.

Segundo a versão da polícia, três homens estavam em uma carroça com objetos furtados quando teriam atirado contra os policiais. No entanto, uma arma teria sido plantada pelos policiais na cena do crime.

“Estes policiais foram vítimas de uma ação midiática que tenta relaciona-los às mortes ocorridas no início do ano. Os fatos que geraram a prisão desses policiais ocorreram durante legítima ação da equipe. Marginais enfrentaram a equipe de policiais que não teve outra alternativa senão revidar aos disparos recebidos. Continuamos confiando na justiça do nosso Estado e na Polícia Militar que é quem sempre nos atende nos momentos que mais precisamos”, defendeu o advogado.