24°
Máx
17°
Min

Trabalhadores do comércio ganham reajuste de 10,41%

Convenção coletiva foi assinada nesta terça-feira pelo Sindilojas (Foto: Divulgação) - Trabalhadores do comércio ganham reajuste de 10,41%
Convenção coletiva foi assinada nesta terça-feira pelo Sindilojas (Foto: Divulgação)

Nesta terça-feira (4) o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (Sindilojas), José Carlos Loureiro Neto, aprovou o reajuste previsto na Convenção Coletiva do Trabalho 2016/2017. A assinatura aconteceu na sede do sindicato e teve a presença de associados e do corpo jurídico que acompanhou as negociações ao longo dos cinco meses.

Segundo Loureiro, o momento é de extrema importância não apenas para os comerciantes, mas também para os funcionários do setor, que já tem definido o valor do reajuste salarial. “Nossa convenção passada venceu no dia primeiro de maio. Desde então, estávamos tentando uma negociação com o sindicado dos empregados do comércio e finalmente conseguimos definir esses reajustes”, afirma.

Para o ano de 2016, os trabalhadores tiveram um ganho real acima do INPC que, neste ano, ficou em 9,83% a partir da correção da inflação. Os trabalhadores do comércio que recebem o piso salarial (R$ 1.200,00) terão direito ao reajuste de 10,41%, já os funcionários que tem salário acima do piso recebem reajuste de 9,83%. O reajuste deve entrar na folha de pagamento de novembro. “É importante destacar que todas as categorias do comércio têm direito a alteração no valor do salário recebido”, explica Loureiro.        .

Negociações tramitavam há cinco meses

No dia 31 de maio a diretoria do Sindilojas realizou uma assembleia com seus associados para definir os itens que seriam pautados e discutidos na Convenção Coletiva do Trabalho 2016/2017. Na oportunidade, ficou acordada a negociação apenas para fracionar a correção da inflação que, neste ano, colocou o INPC em 9,83%.

No mês de junho o Sindilojas iniciou o período de negociação com as lideranças do Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Apesar do esforço de debate, não houve acordo entre as partes naquela ocasião. Para o sindicato dos empregados, era necessário que houvesse um ganho real sob o valor do INPC, ainda que inferior a 1%.

Aproximadamente cinco reuniões foram realizadas desde junho. No dia 26 de setembro, diretos do Sindilojas e do Sindicato dos Empregadores do Comércio de Ponta Grossa foram até Curitiba, para uma reunião na Superintendência do Ministério do Trabalho. O objetivo da viagem foi tentar um acordo de forma imediata. “Fomos até a capital para realmente tentar finalizar esse processo de negociação. Depois de meses tentando entrar em um acordo, conseguimos definir os valores de reajuste”, afirma Loureiro.

O que é o INPC

O INPC é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde 1979. Ele é obtido a partir dos Índices de Preços ao Consumidor (IPC) regionais e tem como objetivo oferecer a variação dos preços no mercado varejista, mostrando, assim, o aumento do custo de vida da população. O governo utiliza este mesmo índice como parâmetro para o reajuste de salários em negociações trabalhistas.

Colaboração Assessoria de Imprensa.