22°
Máx
16°
Min

Traficantes que ‘perderam’ 40 kg de maconha na BR-277 são detidos em SC

Grupo foi detido pela polícia (Foto: SulinFoco) - Traficantes que ‘perderam’ 40 kg de maconha são detidos em SC
Grupo foi detido pela polícia (Foto: SulinFoco)

Após três meses de investigações, a Polícia Civil de Içara desarticulou e prendeu na tarde desta quarta-feira (27) uma quadrilha de traficantes durante operação policial na SC-390, trecho da Serra do Rio do Rastro. A ação contou com o apoio da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) do Guatá e Polícia Civil de Lauro Müller.

No carro, seis traficantes, mas sem os 40 quilos de maconha adquiridos no estado do Paraná. Os traficantes são de Orleans e Urussanga, cidades que serviam de base para o comércio da droga em todo o Sul.

A ausência da droga com os traficantes se deve a uma abordagem da Polícia Federal na cidade de São Miguel do Iguaçu, no Paraná. 

“Sabíamos que eles estavam retornando para suas bases. A quadrilha foi interceptada pela Polícia Federal de lá e tiveram que fugir em meio a um milharal, deixando um dos carros e a maconha. Monitoramos o retorno deles para a região e conseguimos prendê-los na Serra”, conta o delegado de polícia Rafael Marin Iasco.

Atuação da quadrilha

A quadrilha atuava em Orleans e Urussanga e comercializavam a droga para toda a região. 

“Eles eram organizados. O transporte da droga da região do Paraguai até o Sul era realizada com o apoio de outros carros para identificar as barreiras policiais e evitar abordagens. Inclusive, adolescentes eram utilizados na condução destes veículos de apoio. Recentemente, em junho, dois integrantes da quadrilha foram presos no mesmo trecho da Serra do Rio do Rastro com 25 quilos de maconha”, relata Iasco.

Negócio lucrativo

A busca pela maconha no Paraguai era realizada mensalmente. Segundo o delegado, a cada viagem o bando trazia até a região entre 25 e 50 quilos de maconha. 

“No Paraguai a maconha é muito barata. Eles compram a droga por R$300 o quilo e revendem na região por R$1.300. Se calcularmos, os traficantes obtinham aproximadamente R$ 50 mil com o montante de maconha na região. Mas em contrapartida, as prisões têm se tornado frequentes e o tempo de cadeia pode não compensar o valor”, enfatiza.

A quadrilha foi presa em flagrante e encaminhada a Delegacia de Polícia Civil de Içara. Quanto a condenação, partirá da Justiça da cidade onde a droga foi apreendida, ou seja, no estado do Paraná.

Colaboração: SulinFoco