24°
Máx
17°
Min

Tribunal multa ex-prefeito por nepotismo e número excessivo de comissionados

(Foto: Divulgação) - Tribunal multa ex-prefeito por nepotismo e número excessivo de comissionados
(Foto: Divulgação)

O ex-prefeito de Maria Helena (a 190 quilômetros de Cianorte), Osmar Trentini, teve as contas de 2008 consideradas irregulares devido à identificação de nepotismo, número excessivo de cargos comissionados, problemas em aquisições e uso de dinheiro público para propaganda pessoal. O órgão aplicou duas multas ao ex-gestor de R$ 1.450,98, totalizando R$ 2.901,96.

O Tribunal de Contas do Estado apontou nepotismo na conduta de Osmar Trentini. O município chegou a fazer a contratação de um software para a pasta de Controle Interno do município, comandada por um parente do ex-prefeito, que jamais foi utilizado, com um prejuízo de R$ 17.614,61 aos cofres públicos.

Ainda foram pagos R$ 2.064,02 a Alex Trentini, sobrinho do gestor, para a compra de peças automotivas e combustíveis. O tribunal identificou outras contratações sem cotação de preços que somaram R$ 12 mil.

No caso dos comissionados, o número de servidores estava 21,6% acima do permitido pela Lei Orgânica do Município. Além disso, o TCE questionou o uso de dinheiro público para a impressão de 3 mil livretos considerados de propaganda pessoal justamente em ano de eleição, com custo de R$ 4,5 mil.

Também foram desaprovadas as aquisições de combustíveis, lubrificantes e peças para os automóveis da prefeitura, ao custo de R$ 1 milhão; e a contratação de empresa para o fornecimento de médicos e a realização de cirurgias, com a impugnação do valor de quase R$ 800 mil.

O conselheiro Fernando Guimarães defendeu a desaprovação das contas, mas ainda cabe recurso.

Colaboração TCE-PR