22°
Máx
17°
Min

Universidades de Curitiba preparam perfil de trânsito ao redor dos campi

Parceria com Holanda  fará inventário do impacto no trânsito causado pela movimentação de alunos e professores, em Curitiba (Foto: Maurilio Cheli/SMCS) - Universidades de Curitiba preparam perfil de trânsito ao redor dos campi
Parceria com Holanda fará inventário do impacto no trânsito causado pela movimentação de alunos e professores, em Curitiba (Foto: Maurilio Cheli/SMCS)

As universidades de Curitiba irão apresentar um inventário do impacto no trânsito causado pela movimentação de alunos e professores nos seus entornos, além de levantar o perfil dos usuários de transporte que se dirigem às instituições. Esssa é uma das contribuições dessas instituições para o termo de cooperação entre Curitiba e Holanda, para o desenvolvimento de projetos de ampliação da ciclomobilidade e no conceito de cidade inteligente, as “smart cities”. Representantes de universidades e da Prefeitura de Curitiba participaram, na manhã desta quinta-feira (25), de mais uma reunião de trabalho para discutir o termo. A reunião foi realizada na sede da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), que passa a ser a gestora do acordo pela Prefeitura.

A reunião também definiu o objetivo geral que deverá nortear os entendimentos do acordo: promover a mobilidade segura e sustentável, com a redução de acidentes, melhora da segurança viária e respeito entre os usuários de transporte.

“O encontro com as universidades, neste momento, é fundamental para a cidade. O trabalho destas instituições, além do compromisso de melhorar o trânsito no seus entornos, irá definir como a cidade se prepara para receber outros modais de transporte, se arruma para este momento. Neste sentido, este encontro com a universidade da Holanda é crucial para este novo momento da cidade”, disse a secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli.

Ciclomobilidade

O convênio foi assinado em setembro pelo prefeito Gustavo Fruet e o embaixador da Holanda no Brasil, Han Peters, e prevê a troca de experiências para aumentar o potencial de ciclomobilidade em Curitiba através de projetos inovadores nas áreas de arquitetura, planejamento urbano e design, consolidando a bicicleta como opção de mobilidade segura e abrangente na cidade.

O acordo prevê a participação de profissionais de instituições de Curitiba e da Holanda que também assinaram o documento. São parceiras dos projetos a Universidade de Twente, Universidade Wageningen, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Universidade Positivo (UP), Dutch Cycling Embassy (associação holandesa que atua no mundo inteiro incentivando o ciclismo), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ) e CicloIguaçu – Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu.

Diversos intercâmbios serão realizados durante a duração do acordo, com os profissionais envolvidos fixando-se por determinados períodos em Curitiba e na Holanda para melhor desenvolver os projetos. Em maio, três pesquisadores holandeses, da Universidade de Twente, chegam a Curitiba para um período de dois meses de trabalho. Eles ficarão lotados na Coordenação de Mobilidade Urbana do Trânsito, órgão da Setran.

Informações Prefeitura Municipal de Curitiba