22°
Máx
14°
Min

Vacina contra dengue chega a 15 escolas de Londrina

(foto: AEN/Arquivo) - Vacina contra dengue chega a 15 escolas
(foto: AEN/Arquivo)

A partir desta quinta-feira (25), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) irá realizar vacinação contra a dengue em quinze escolas estaduais de Londrina. A iniciativa tem por objetivo garantir a imunização dos jovens e adolescentes com idade entre 15 e 27 anos, e é resultado de parceria do Município com o Núcleo Regional de Educação (NRE).

Nesta quinta-feira (25), a vacina será ofertada no Instituto de Educação Estadual de Londrina (IEEL), e nos Colégios Estaduais Marcelino Champagnat e Polivalente. A ação ocorre durante cinco dias, e prossegue até o dia 1 de setembro (conforme cronograma abaixo).

Para receber as equipes da SMS, foram selecionados os quinze colégios estaduais com maior número de estudantes dentro desta faixa etária. Os alunos estão sendo orientados sobre a importância da imunização em sala. Os menores de 18 anos deverão apresentar autorização, por escrito, dos pais ou responsáveis para receber a dose.

A vacina contra a dengue foi disponibilizada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) a trinta municípios do Paraná, e a campanha de vacinação ocorre até o dia 2 de setembro. Para a imunização completa, é necessário receber três doses, com intervalo de seis meses entre cada aplicação. A vacina foi produzida por empresa francesa e aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) após 20 anos de pesquisas.

De acordo com a diretora-geral da SMS, Eliana Zaninelo Marussi, Londrina tem como meta imunizar 120 mil pessoas contra a dengue. “Essa faixa etária, de 15 a 27 anos, foi estabelecida pelo governo estadual por ser o grupo com maior incidência de casos de dengue em Londrina. É muito importante o apoio e incentivo dos pais para que os jovens e adolescentes sejam imunizados, pois além de proteger a pessoa que tomou a vacina, evita a transmissão para outros”, explicou.

Nos colégios estaduais, a vacinação dos estudantes será realizada nos turnos da manhã e noite, por serem os horários com maior número de alunos aptos a receber a dose. “Nosso objetivo é que, através dessa parceria com o NRE, sejam imunizados cerca de 20 mil alunos. Enquanto isso, a campanha prossegue nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), conforme cronograma de dias e horários”, informou Eliana.

Contraindicações 

As contraindicações para vacina de dengue são: reação alérgica grave a qualquer componente da vacina; dose anterior recente à própria vacina de dengue ou a outra vacina que contenha os mesmos componentes. Seu uso está proibido também para gestantes, mulheres que amamentam, pessoas com deficiência imunológica congênita ou adquirida como leucemia, linfoma, ou outra neoplasia que afete a medula óssea ou sistema linfático.

Também não podem utilizar a vacina contra a dengue pessoas que estão sendo submetidas a radioterapia, quimioterapia ou corticoterapia em dose imunossupressora por mais de 2 (duas) semanas. “É muito importante que quem já teve dengue seja vacinado. O índice de proteção para quem nunca teve a doença, após as três doses, é de aproximadamente 66%, o que já é considerado alto. Mas quando a pessoa já teve dengue, a proteção sobe para 80%”, frisou Eliana.

Ensino superior 

Segundo a diretora-geral da SMS, uma universidade de Londrina já realizou contato com a SMS e será parceira na vacinação dos estudantes e funcionários. “Essa instituição irá receber, na quinta-feira (25), as doses e o material necessário para a vacinação. A ação conta com participação e apoio de equipe da UBS Vila Nova”, contou.

Eliana ressaltou que as demais universidades e faculdades que tenham interesse em realizar vacinação contra a dengue em unidades localizadas em Londrina, podem entrar em contato com a Coordenadoria de Imunização da SMS pelo telefone 3372-9474. “Estamos fazendo contato para fechar novas parcerias, pois todo apoio é muito importante para imunizarmos o máximo de pessoas possível”, disse.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)