20°
Máx
14°
Min

Vereador Luizinho Gari é inocentado em segunda Comissão Processante na Câmara de Maringá

Vereador Luizinho Gari é inocentado em segunda Comissão Processante

Em sessão extraordinária ocorrida nessa quinta-feira (4), a Câmara Municipal de Maringá absolveu o vereador Luizinho Gari (PP) da denúncia de quebra de decoro parlamentar. Ele era suspeito de ter enviado uma carta com ameaças ao colega de Legislativo Mário Verri (PT), autor da acusação.

Por dez votos a três, os vereadores inocentaram Luizinho Gari, com Humberto Henrique (PT), Ulisses Maia (PDT) e Flávio Vicente (Rede) pela cassação do mandato. Com o resultado, a denúncia foi arquivada.

Defesa

O documento elaborado pela Comissão Processante, que teve como relator o vereador Humberto Henrique, recomendava a perda do mandato. “Lamento esta situação que poderia ter sido evitada com o simples pedido de desculpa, visto que do subsolo ao telhado desta Casa, todos sabem que Luizinho Gari é o autor da carta ameaça”, disse o relator.

Na defesa do vereador acusado, o advogado Odacir Fiorini Junior argumentou que não havia provas contra seu cliente. “A prova da autoria da carta cabe à acusação. Vocês estão numa 'sinuca de bico' porque se não existe prova, o julgamento poderá ser tendencioso”, alertou o defensor na tribuna da Câmara.

Após cerca de 3h30 de trabalhos, o Legislativo decidiu pela absolvição de Gari, que já havia sido inocentado de outra Comissão Processante no mês de junho.

Colaboração Câmara Municipal de Maringá