24°
Máx
17°
Min

Vereadores analisam abertura de créditos para prefeitura

(Foto: Chico Camargo / CMC) - Vereadores analisam abertura de créditos para prefeitura
(Foto: Chico Camargo / CMC)

A Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, da Câmara Municipal de Curitiba, analisou nesta quarta-feira (31) três projetos de leis orçamentárias para a abertura de créditos adicionais para a Prefeitura de Curitiba. Dois deles serão encaminhados para debate dos vereadores.

Um dos pedidos de autorização para abertura dos créditos solicita o remanejamento de R$ 27,3 milhões, decorrentes da reprogramação de despesas com sentenças judiciais. De acordo com a prefeitura, o valor – que prevê juros e correção monetária - deverá ser aplicado para quitar parte da dívida com o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC). A comissão aguarda ainda retorno da administração municipal sobre o pagamento de precatórios.

A outra solicitação, que também foi acatada, é o pedido de abertura de um crédito adicional especial de R$ 1.242.579,60. O valor seria dividido: despesas com a implantação da rede lógica, aquisição de equipamentos de informática e mobiliário para a Rua da Cidadania do Cajuru (R$ 1,229 milhão) e reequilíbrio contratual da construção do Centro Municipal de Educação Infantil Portão (R$ 13.579,60).

O terceiro pedido do Poder Executivo é autorização de compra de um terreno da Copel, onde deve ser implantado o Centro de Feiras e Convenções de Curitiba. A proposta, porém, não atingiu os cinco votos mínimos. A área localizada no bairro Uberaba possui 2.265,50 m² e deverá ser comprada por R$ 200 mil, com a anuência da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Colaboração Câmara Municipal de Curitiba