22°
Máx
16°
Min

Vereadores de Sarandi ganham diária de R$ 412 para vir a Maringá

Maringá e Sarandi são separadas por apenas sete quilômetros. Na ‘viagem’ de poucos minutos entre as duas, se um vereador de Sarandi vier a Maringá para um compromisso oficial, ganha uma diária de R$ 412. O mesmo benefício se estende a servidores e pode ser constatado no Portal da Transparência do Legislativo sarandiense.

Os dados foram apresentados pelo Observatório Social de Maringá, que fez uma coleta sobre os 30 locais que compõem a Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep). Outro dado preocupante: quatro deles não disponibilizam as informações pela internet – são Itaguajé, Nossa Senhora das Graças, Munhoz de Melo e Paranacity. Nem com ligações, a entidade obteve resposta. 

Maringá X Sarandi

O que fazer com R$ 400 em apenas um dia, em um município vizinho, que está a distância de um bairro? A diária paga aos vereadores de Sarandi foi um dos dados apresentados pelo Observatório que levam à reflexão. A Câmara de Sarandi gastou R$ 4,2 milhões no ano passado, o que representa R$ 49,76 por habitante, R$ 422,8 mil por vereador.

Já Maringá teve um orçamento de R$ 15,8 milhões, o que representa 1.054.000 ao ano por vereador e R$ 39,80 por morador da cidade. A presidente do Observatório Social, Fábia Secco, defendeu que é um momento propício para pensar o papel do Legislativo.

“Essa é uma reflexão que o Observatório faz, o custo-benefício que se traz para o município. Por exemplo, um município de 1,7 mil habitantes, que tem nove vereadores. Essa é a reflexão que nós precisamos fazer, o custo-benefício de manter essa estrutura e também do nosso papel de acompanhar e escolher bem esses representantes”, declarou.

Veja mais detalhes na matéria de Geovan Petry e Creval Sabino da Rede Massa/TV Tibagi.