26°
Máx
19°
Min

730 mil vão às ruas em todas as capitais

730 mil vão às ruas em todas as capitais

Enquanto os deputados votavam contra e a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, centenas de milhares de brasileiros se reuniam para se manifestar pacificamente nas ruas de todas as capitais do País e no Distrito Federal, neste domingo, 17. Até a 1 hora de hoje não haviam sido registrados atos de depredação nem confrontos.

Os maiores protestos foram em São Paulo (215 mil pessoas pró-impeachment e 75 mil contra, segundo a PM), Rio (50 mil contra o impedimento, sem estimativa para os favoráveis) e Brasília (53 mil a favor da saída da presidente, com 26 mil contrários). Mas houve manifestações em todas as capitais. No total, segundo levantamento de O Estado de S. Paulo, pelo menos 730 mil pessoas participaram de protestos pelo País. Estimativas das PMs de cada Estado, porém, indicam presença menos expressiva: 314 mil pessoas participaram de protestos, segundo os números oficiais divulgados.

Em Porto Alegre, cerca de 25 mil pessoas se reuniram para pedir o impeachment no Parque Moinhos de Vento, segundo os organizadores. Trios elétricos animaram os manifestantes com canções anti-Dilma. A cinco quilômetros dali, 20 mil pessoas enfrentaram o calor de 37°C para se manifestar contra o impedimento na Praça da Matriz, no centro da capital gaúcha.

Em Curitiba, houve manifestações em três locais - 10 mil pessoas foram à Praça Santos Andrade para protestar contra a presidente, e outras 2 mil se reuniram na Praça Ruy Barbosa, em apoio a Dilma. Na frente da Justiça Federal - que se tornou local de romaria por causa da Lava Jato - 1 mil pessoas viram a votação. Cada "sim" era comemorado com gritos de "está chegando a hora".

No Recife, o ato pró-Dilma foi realizado no Marco Zero, no centro. Com faixas a favor da presidente e vestindo camisas vermelhas, os manifestantes se misturaram a grupos de frevo. A cada voto a favor do impeachment, ouviam-se gritos de "fora, golpistas". Cerca de 70 mil pessoas participaram, segundo a organização. Já os manifestantes contra Dilma se reuniram na Praia de Boa Viagem - 20 mil pessoas, segundo o Vem Pra Rua. Vestindo verde e amarelo, elas festejavam. "Quero um País livre da corrupção", disse a aposentada Salina Gomes, de 66 anos. Em Salvador, apesar da chuva, 70 mil pessoas se reuniram no Farol da Barra, segundo a organização. A PM estimou em 8 mil. Já no Jardim de Alah o protesto contra Dilma reuniu 5 mil pessoas, segundo os organizadores. Para a PM, eram 2 mil.

Em Belo Horizonte, manifestantes se concentraram na Praça da Estação (pró-Dilma) e na Praça da Liberdade (contra). À medida em que avançavam os votos, o desânimo tomava conta da Estação. Um animador de palco dizia que "a luta não acabou", mas não conteve a debandada antes do resultado final. Na Praça da Liberdade, os manifestantes comemoraram com as mãos para o alto, quando assistiram pelo telão à aprovação do impeachment na Câmara. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.