23°
Máx
12°
Min

Advogado de campanhas de Gleisi se entrega à polícia e fica preso em SP

(Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado) - Advogado de campanhas de Gleisi chega em SP e é preso
(Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado)

O advogado Guilherme de Salles Gonçalves, um dos alvos da Operação Custo Brasil, se apresentou neste domingo (26) na Superintendência da Polícia Federal (PF) em São Paulo. Havia um mandado de prisão preventiva contra ele em aberto por suposto envolvimento em irregularidades no Ministério do Planejamento.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF), o escritório de Gonçalves, que trabalhou em duas campanhas da senadora Gleisi Hoffmann (PT), recebeu mais de R$ 7 milhões entre 2010 e 2015 por meio de esquema que funcionava no Ministério do Planejamento.

O dinheiro, segundo as investigações, era propina e teria como destinatário o ex- ministro do Planejamento do governo Lula e das Comunicações no primeiro governo Dilma, Paulo Bernardo.

A Operação Custo Brasil prendeu o ex-ministro, na quinta-feira (23). Ela foi um desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato que apontou indícios de desvio de cerca de R$ 100 milhões de um serviço de gestão do crédito consignado a funcionários públicos no Ministério do Planejamento conduzido pela empresa Consist.

Informações G1