28°
Máx
17°
Min

Afastamento de Dilma gera repercussão na mídia da China e do Japão

A aprovação da abertura de processo de impeachment no Senado contra a presidente da República, Dilma Rousseff, é notícia também na imprensa da China e do Japão.

A agência de notícias estatal chinesa Xinhua destaca que, com a decisão do Senado, a presidente será afastada do cargo e deverá ser julgada em até 180, sendo necessária maioria de dois terços para que ela seja removida do cargo. "Analistas dizem que pode não ser difícil para a oposição conseguir os dois terços", afirma a agência.

A rede de televisão japonesa NHK colocou no ar e divulgou em seu site a notícia de suspensão de Dilma, após a aprovação no Senado do processo de impedimento, diante das acusações de envolvimento na "manipulação das contas do governo".