28°
Máx
17°
Min

AGU pede acesso a inquéritos que podem gerar processos a Gleisi e Paulo Bernardo

(Foto: Divulgação) - AGU está na ‘cola’ de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo
(Foto: Divulgação)

A Advocacia Geral da União pediu ao Supremo Tribunal Federal, acesso a informações que podem embasar ações de ressarcimento e improbidade administrativa contra políticos acusados de participarem do ‘esquema de corrupção da Petrobras’. As informações são da Folha de São Paulo.

Entre os casos, estão as investigações de políticos já denunciados pela Procuradoria Geral da República, como o casal de ex-ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, bem como Nelson Meurer e os deputados Dudu da Fonte (PP-RN), Anibal Gomes (PMDB-CE) e Vander Loubet (PT-MS).

A solicitação foi feita pelo advogado-geral da União, Fabio Medina Osório, em diferentes despachos, endereçados na quarta-feira, (17), ao ministro Teori Zavascki, relator dos casos relacionados à Operação Lava Jato que tramitam no Supremo.

Nas petições, Osório pede para a AGU ser informada a respeito de apurações que “resultem na constatação de desvio, malversação de recursos públicos ou lesão ao erário”, além de autorização para usar as provas produzidas em futuras “medidas judiciais de natureza civil e administrativa”.

A AGU esclareceu que está cumprindo regras obrigatórias de atuação “em defesa da probidade administrativa” e que está atendendo ao “encaminhamento de ofício da Polícia Federal e normas internas”.

Colaboração Folha de São Paulo