22°
Máx
16°
Min

Ala pró-impeachment do PP diz que não aceitará votação de desembarque amanhã

O deputado federal Jerônimo Goergen (RS) afirmou nesta terça-feira, 5, que a ala pró-impeachment do PP não aceitará a votação do desembarque ou não do partido do governo Dilma Rousseff durante reunião das bancadas da Câmara e do Senado marcada para esta quarta-feira, 6. Segundo ele, a reunião convocada nesta terça, 5, pelo presidente da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), não é a instância competente para tomar essa decisão.

"Pedimos para ele manter a reunião do diretório nacional do partido, que é a instância adequada para tomar a decisão", afirmou Goergen que, no mês passado, reuniu a assinatura dele e de outros 21 deputados do PP pedindo a convocação do diretório nacional da legenda para decidir se desembarca ou não do governo Dilma. "A reunião de amanhã não existe formalmente", disse.

De acordo com Goergen, Ciro decidiu antecipar para esta quarta, 6, a decisão sobre o desembarque, após o grupo pró-impeachment do PP ameaçar nesta terça-feira entrar na Justiça para obrigá-lo a convocar a reunião do diretório nacional. O parlamentar, no entanto, acusa o dirigente de ter convocado a reunião já para esta quarta apenas para criar um "fato político" e porque já tinha articulado para que a ala governista vencesse a votação.

Caso o presidente do PP decida prosseguir a votação nesta quarta-feira, a ala pró-impeachment não descarta entrar na Justiça para invalidar a decisão tomada. Procurado, Ciro Nogueira não se pronunciou até o fechamento da matéria.