23°
Máx
12°
Min

Alckmin assume linha de frente da campanha de Doria em São Paulo

O governador Geraldo Alckmin participará neste sábado, 18, de sua primeira atividade de rua da pré-campanha do empresário João Doria (PSDB) à Prefeitura de São Paulo. Os tucanos visitarão a Associação de Moradores de Paraisópolis, concederão uma entrevista a uma rádio local e em seguida caminharão pela região. A agenda terminará em uma padaria, onde Alckmin e Doria tomarão café com correligionários.

Nas últimas semanas, o governador paulista atuou nos bastidores para que todos os partidos que compõem a base aliada do Palácio dos Bandeirantes apoiem Doria e garantam a ele o maior tempo de TV na disputa municipal.

O vice-governador Márcio França, que também é presidente do PSB paulista, foi escalado para fazer as articulações. Após o anúncio do apoio do PSB na segunda-feira, 13, o Partido da Mulher Brasileira (PMB) e o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) anunciaram hoje, em um ato político, que estarão na coligação de João Doria.

Segundo o coordenador da pré-campanha tucana, Júlio Semeghini, o PSDB já conta 13m55s diários para distribuir em inserções de 30 segundos na TV e rádio no horário eleitoral gratuito. A expectativa na legenda é que PPS e DEM se somem em breve ao colegiado partidário.

O engajamento do governador ocorre após Alckmin provocar uma racha no PSDB paulista por ter apoiado a pré-candidatura de Doria nas prévias partidárias. O empresário venceu o vereador Andrea Matarazzo, que deixou o PSDB e filiou-se ao PSD, partido pelo qual disputará à Prefeitura.