27°
Máx
13°
Min

Alckmin nega saída de Edson Aparecido da Casa Civil e reforma no secretariado

(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil) - Alckmin nega saída de Edson Aparecido da Casa Civil e reforma no secretariado
(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta segunda-feira, 7, que o seu secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, não está de saída do Governo de São Paulo e que ele não tem nenhuma proposta de reforma do secretariado.

"Não tenho nenhuma proposta de fazer reforma no secretariado", disse Alckmin após participar da cerimônia que marca a reabertura das sessões plenárias da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

No sábado, 5, reportagem do jornal O Estado de S.Paulo informou que Alckmin prepara uma reforma administrativa no primeiro semestre, incluindo a saída de Aparecido. Aparecido, responsável pela articulação política do Palácio dos Bandeirantes, já estaria perdendo espaço dentro do governo desde que o nome do ex-chefe de gabinete na Casa Civil Luiz Roberto dos Santos, o "Moita", apareceu nas investigações da Operação Alba Branca.

O espaço de Aparecido teria diminuído ainda mais pela falta de apoio ao empresário João Doria, pré-candidato apoiado pelo governador nas prévias do PSDB para definir o candidato à Prefeitura de São Paulo neste ano.